"Não se conhece o homem por sua animação, mais pela quantidade de sofrimento verdadeiro que ele é capaz de suportar!..." (Charles Thomas Studd)

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Sexo anal. As dúvidas continuam.

http://sheimonphn.blogspot.com




Pastor Ismael,  nós somos um casal de novos convertidos e queremos que a nossa vida espiritual esteja sempre de acordo com a Palavra. Estamos ainda nos ajustando a vontade de Deus. Poderia nos orientar sobre como devemos pautar nossa vida sexual? Temos dúvidas sobre o que pode e o que não pode ser feito na cama.Por exemplo, sexo anal é permitido? Alguém nos disse que dentro de quatro paredes vale tudo, isso é verdade? O que a Bíblia diz sobre essas coisas?

Resposta: Vamos tentar responder. Há duas correntes de pensamento. Uma diz que é pecado o sexo anal, independente se é praticado  homem com homem ou homem com mulher. Outra corrente de entendimento diz que não é pecado, visto que o sexo anal entre um homem e uma mulher não caracterizaria  a prática condenável ( sodomia).Você pode nos ajudar tirando  suas próprias conclusões lendo os versículos abaixo:

I Co 7:2-4. Mas, por causa da prostituição, cada um tenha a sua própria mulher, e cada uma tenha o seu próprio marido.O marido pague à mulher a devida benevolência, e da mesma sorte a mulher ao marido.A mulher não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no o marido; e também da mesma maneira o marido não tem poder sobre o seu próprio corpo, mas tem-no a mulher.

Rm 1:22-29-Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza . E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm; estando cheios de toda a iniqüidade, prostituição, malícia, avareza, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, engano, malignidade.

No primeiro texrto, 1 Co 7, Paulo diz que quem manda no corpo do marido é a mulher e quem manda no corpo da mulher é o marido, e que um não se prive um ao outro, mas que dêm ao outro a devida benevolência do prazer sexual. É importante observar aqui que o marido e a esposa são detentores de autoridade sobre o corpo um do outro, indicando que tem coisas que deverão ser decididas pelos dois em nome do prazer conjugal. E qual é o limite dessa autoridade? O limite é exatamente este, não contrariar o que estiver escrito na Bíblia, seja de forma tácita ou implicita e que seja o ato prazeroso para os dois e feitos de comum acordo.

Especificamente com relação ao sexo anal o  texto de Romanos 1:22-29, deixa clara a condenação da relação homem com homem, mulher com mulher.

Mas e o relacionamento anal homem com mulher?  Aqui começam os problemas. Quando Paulo condena o fato de as mulheres deixarem  o uso natural de sua sexualidade ele está se referindo somente aos casos de homossexualismo  ou também ao heterossexualismo quando incluí a relação anal. Não há resposta clara para isso, nem que sim e nem que não, daí alguns deixarem para que o casal , com a autoridade que possuem e de comum acordo , decidam.

Porém, quero aqui registrar a minha opinião pessoal. Penso que é melhor evitar por dois motivos: primeiro, por temor a uma possível desobediência a Deus, segundo, por questões preventivas de saúde. Afinal, se realmente a relação sexual entre homem e mulher também é sodomia quando praticado na sua forma , então, os seus praticantes estão fora do céu, veja que o que está em jogo é algo muito sério para se correr o risco, será que vale a pena ?  Em I Co 6:10  encontramos umas das listas de Paulo falando sobre os que não herdarão o Reino e os sodomitas estão inclusos nesta lista.

Se alguém opta por não praticar, por temor a Deus, haverá recompensas nesta decisão porque o Senhor verá o  zelo com a vontade Dele foi tratada.
Se opta pela prática pensando em não  restringir o seu prazer pessoal, e nesse caso esteja errado por ser pecado, não haverá recompensa, mas condenação.

Respondendo também a colocação de que "entre quatros paredes vale tudo", digo, vale tudo que for não contrario a Palavra, como as fantasias que imaginam uma terceira pessoa na relação, vale tudo que não for agressivo para o cônjuge, vale tudo que não for adultério, como o uso da pornografia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário