"Não se conhece o homem por sua animação, mais pela quantidade de sofrimento verdadeiro que ele é capaz de suportar!..." (Charles Thomas Studd)

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Um Discipulado Genuíno.

http://sheimonphn.blogspot.com


Um Discipulado Genuíno




Estudo nº 277

Texto Chave: Jo 8.31-36

Introdução: O discipulado genuíno é o caminho preparado por Jesus para todos os seus discípulos. Este processo tem resultados aqui e agora, trazendo uma vida vitoriosa, como também, nos leva a vida eterna para morar com o Pai.
 
Vamos entender este processo:

1- O que é - submissão obediente à Palavra de Cristo (v.31) - "Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente, sereis meus discípulos".
- O verdadeiro discípulo de Jesus tem normas a serem cumpridas e estas estão contidas na Palavra de Deus.
- A Palavra de Deus tem princípios imutáveis, que regem a vida de um discípulo, como rege todo o universo.
- A Palavra foi deixada por Deus, para ser vivida integralmente e não questionada.
- O discípulo precisa tomar uma decisão: Se está escrito na Bíblia, crer sem questionamentos.

2- O resultado - conhecimento progressivo da verdade (v.32) - "e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará".
- A submissão obediente à Palavra de Cristo, traz conhecimento progressivo da verdade.
- Jesus é o caminho, a verdade e a vida (Jo 14.6).
- O caminhar de um discípulo precisa ser de crescimento contínuo.
- Precisamos hoje, ser melhores do que ontem e amanhã sermos melhores do que hoje.
- A medida que a verdade for sendo revelada, a libertação acontecerá. É um processo progressivo.

3- Seu benefício - libertação do jugo do pecado (v.36) - "Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente, sereis livres".
- Pecado é errar o alvo, pés tortos, escravidão, maldição, cadeias, domínio de satanás na vida de uma pessoa.
- Pecado é quebra de princípios estabelecidos na Palavra de Deus.
- A submissão obediente à Palavra de Cristo, traz conhecimento progressivo da verdade e a libertação do jugo do pecado.
- Um filho, debaixo do jugo do pecado, não é ouvido pelo Pai - "Ora, nós sabemos que Deus não ouve a pecadores; mas, se alguém é temente a Deus e faz a sua vontade, a esse ouve" (Jo 9.31).
"Mas as vossas iniqüidades fazem divisão entre vós e o vosso Deus, e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça" (Is 59.2).
- O verdadeiro discipulado é caracterizado pelo combate contínuo ao pecado, confrontando-o - "Ainda não resististes até ao sangue, combatendo contra o pecado" (Hb 12.4).
- A verdadeira liberdade só é conquistada quando somos livres do pecado.

4- Direitos de filhos no lar de Deus (v.35) - "Ora, o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre".
- O verdadeiro discipulado anula a orfandade na vida de um discípulo - "Vejam como é grande o amor do Pai por nós! O seu amor é tão grande, que somos chamados de filhos de Deus e somos, de fato, seus filhos. É por isso que o mundo não nos conhece, pois não conheceu a Deus" (1 Jo.3.1).
- O Salmo 23 diz que habitaremos na casa do Pai, por toda a eternidade

Conclusão: A submissão obediente à Palavra de Cristo, traz conhecimento progressivo da verdade, libertação do jugo do pecado, e direitos de filhos no lar de Deus. Após este caminho percorrido, temos uma responsabilidade dada por Jesus em João 15.16 - "Não foram vocês que me escolheram; pelo contrário, fui eu que os escolhi para que vão e dêem fruto e que esse fruto não se perca. Isso a fim de que o Pai lhes dê tudo o que pedirem em meu nome."

Roberto Pires Gonçalves e Maria de Lourdes Effgen Gonçalves


Nenhum comentário:

Postar um comentário