"Não se conhece o homem por sua animação, mais pela quantidade de sofrimento verdadeiro que ele é capaz de suportar!..." (Charles Thomas Studd)

quinta-feira, 4 de março de 2010

O PÃO NOSSO DE CADA DIA.

http://sheimonphn.blogspot.com

O PÃO NOSSO DE CADA DIA
Êxodo 16.4 e Mateus 6.11

Introdução
Li uma frase que deve incomodar os preguiçosos: “Já compareceu ao seu trabalho hoje?” ...mas há uma frase que também deve incomodar alguns crentes: “Já leu a sua Bíblia hoje?”

Hoje é o Dia da Bíblia! Como ela é preciosa e necessária todos os dias!

Admitir a falha: quando não estava comprometido... quando estava comprometido (nem sempre erramos por falta de conhecer, mas por falta de disciplina).

Muitos não investem diariamente num tempo diário (erram por falta de ensino e esclarecimento... falta de cobrança e estímulo... negligência).

Esta noite, se você sabe da importância da Bíblia, convido a rever aquilo que sabe e dedicar-se à prática. Se está recebendo este ensino pela primeira vez, peço que absorva estes princípios e passe a vivê-los. Agora, se você tem sido deliberadamente negligente, espero que se arrependa e também organize sua vida nesta área.

Compreender a importância e os benefícios da Palavra de Deus (seremos estimulados a trazê-la para a experiência diária). ...intimidade com Deus.

Deus espera que busquemos por sua Palavra todos os dias.

Jesus ensinou, Mt 6.11: “...o pão nosso de cada dia nos dá hoje...” (estar diariamente diante de Deus e buscar Sua provisão para aquele dia).

E quanto ao dia seguinte? ...voltar a buscar ao Senhor a cada novo dia. Jesus declarou, Mt 6.34: “Portanto não vos inquieteis com o dia de amanhã, pois o amanhã trará os seus cuidados; basta ao dia o seu próprio mal.”

Amados: O caminho bíblico proposto é ir a Deus em oração diariamente – as respostas divinas vêm em cotas “diárias”.

Este ensino e o que ocorreu nos dias de Moisés quanto ao maná, o pão do céu.

Depois que Israel deixou o Egito, saiu pelo deserto à Canaã, viu-se em dificuldades de alimento (em viagem, não tinham tempo nem condições para plantar e colher).

Murmuraram contra Deus e Moisés, Ex 16:4: “Então o Senhor disse a Moisés: eis que vos farei chover do céu pão, e o povo sairá, e colherá diariamente a porção para cada dia, para que eu ponha à prova se anda na minha lei ou não”.

A cada novo dia levantar em busca do pão. Deus queria que fosse exatamente assim, Ex 16:19-21: “Disse-lhes Moisés: Ninguém deixe dele para a manhã seguinte. Eles, porém, não deram ouvidos a Moisés, e alguns deixaram do maná para o dia seguinte; porém deu bichos e cheirava mal. E Moisés se indignou contra eles. Colhiam-no, pois, manhã após manhã, cada um quanto podia comer; porque, em vindo o calor, se derretia”.

Lição de dependência, mas também princípio para o povo se relacionar com Deus!
No Éden, Deus visitava filhos.

O plano de Deus para nosso relacionamento com Ele envolve a busca diária. [pode repetir isso depois de mim? O plano de Deus para nosso relacionamento com Ele envolve a busca diária].

Erramos justamente aí: os israelitas no deserto (mesmo advertidos para não colher mais do que a porção diária do maná), alguns tentaram.

Porquê? Por puro comodismo... não precisar levantar cedo e ter o mesmo trabalho no dia seguinte (quando o sol se levantava, o maná derretia).

Mania de atalhos para todas as coisas. A área de maior progresso e avanço tecnológico é exatamente essa: simplificar tudo - fraldas descartáveis para bebês; temos o freezer, microondas, embalagem longa vida, telefone celular...

Não estou reclamando: mas transportamos idéia para o relacionamento com Deus: Os israelitas acharam que poderiam “driblar” a regra da busca diária. E nós também!

Não há como fazer estoque no que diz respeito à presença de Deus. Devemos buscá-lo a cada novo dia (o que experimentamos dEle num dia, não servirá para o dia seguinte). POR ISSO...

DEUS ESPERA QUE VOCÊ BUSQUE POR SUA PALAVRA TODOS OS DIAS, PORQUE (saiba isto):

ELE É O SEU MANANCIAL
O princípio ensinado por Jeremias – através dele Deus repreendeu o povo por não praticar um princípio essencial no relacionamento com Ele: o de reconhecê-lo como manancial de águas vivas.

Veja Jr 2.13: “O meu povo cometeu dois crimes: eles me abandonaram, a mim, a fonte [o manancial] de água viva; e cavaram as suas próprias cisternas, cisternas rachadas que não retêm a água”.

Não havia água encanada. O povo dependia dos mananciais. Entretanto, pelo comodismo de não precisar buscar água todos os dias na fonte, as pessoas passaram a usar cisternas (a cisterna era um reservatório de água de chuva, e era muito prática... evitava o trabalho de ir à fonte).

Diferença na qualidade da água proveniente da fonte e do poço?

Mas o que Deus está dizendo não é algo ligado à qualidade da água, mas ao fato de que, espiritualmente falando, as cisternas não funcionam: Deus chamou as cisternas que seu povo vinha cavando de “rachadas”, que não podiam reter as águas. Portanto, nesta comparação que o Senhor faz, a conclusão é única: quem bebe da fonte tem a água, enquanto que quem tenta a cisterna acaba ficando sem água!

Achamos que é possível “driblar” o princípio da leitura diária da Palavra de Deus e tentamos “encher nosso reservatório” nos cultos. Há pessoas que durante toda a semana não oram e nem lêem a Bíblia, mas acham que um culto é suficiente para mantê-las abastecidas... não dá. Era disto que Deus falava.

Porque preferimos encher cisterna em vez de ir diariamente à fonte? Talvez por mero comodismo, mas o fato é que temos falhado numa área vital de nosso relacionamento com o Pai Celeste. Ninguém sobrevive de estoque em sua vida espiritual. Não existe uma espécie de “crente-camelo” que enche o tanque e agüenta quarenta dias no deserto!

Essa área da vida precisa ser ordenada. Não há nada que nos leve a estar mais próximos de Deus do que o relacionamento diário.

A idéia de beber da fonte na Bíblia – (serve para cultivar em nós a mentalidade correta do nosso relacionamento com Ele) – quero ler alguns textos:

Jo 4:10,13,14: “Respondeu-lhe Jesus: Se tivesses conhecido o dom de Deus e quem é o que te diz: Dá-me de beber, tu lhe terias pedido e ele te haveria dado água viva. Replicou-lhe Jesus: Todo o que beber desta água tornará a ter sede; mas aquele que beber da água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna”.

Jo 7:37,38: “Ora, no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crê em mim, como diz a escritura, do seu interior correrão rios de água viva”.

Ap 7:11: “Pois o Cordeiro que se encontra no meio do trono os apascentará e os guiará para as fontes da água da vida. E Deus lhes enxugará dos olhos toda lágrima”.

Ap 22:17: “O Espírito e a noiva dizem: Vem. Aquele que ouve diga: Vem”.

DEUS ESPERA QUE VOCÊ BUSQUE POR SUA PALAVRA TODOS OS DIAS, PORQUE (reconheça também isto):

VOCÊ PRECISA DE TEMPO AOS PÉS DO SENHOR
Agradar a Deus com trabalho, mas o mais importante para Ele é quando nos assentamos aos seus pés. Nosso serviço é importante, mas estar com o Senhor, gastar tempo em sua presença é muito mais. Além de que, depois de um tempo de comunhão com Ele, o serviço se torna mais eficiente.

Observe um episódio que Deus fez questão que fosse registrado para nosso ensino, Lc 11.38-42: “Ora, quando iam de caminho, entrou Jesus numa aldeia; e certa mulher, por nome Marta, o recebeu em sua casa. Tinha esta uma irmã chamada Maria, a qual, sentando-se aos pés do Senhor, ouvia a sua palavra. Marta, porém, andava preocupada com muito serviço; e aproximando-se, disse: Senhor, não se te dá que minha irmã me tenha deixado servir sozinha? Dize-lhe, pois, que me ajude. Respondeu-lhe o Senhor: Marta, Marta, estás ansiosa e perturbada com muitas coisas; entretanto poucas são necessárias, ou mesmo uma só; e Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada.”

Marta corria, Maria estava aos pés do Senhor. Todos conhecemos a história, mas fazemos questão de permitir que ela continue se repetindo...

Compromissos diários, agenda cheia, como fazer tudo, etc. Preocupamo-nos com coisas que não mereciam tanta atenção. Deixamos que o “urgente” tome o lugar do “importante”.

Sei como é isto. Mas tenho aprendido a investir tempo com Deus, por princípio bíblico tenho forçado meu comportamento a se ajustar ao de Maria.

Ninguém tem o direito de se desculpar dizendo: - “Este é o meu jeito de ser”! Se Deus nos fizesse de modo diferente uns dos outros no que diz respeito a buscá-lo, estaria sendo injusto conosco; estaria dando a um condições de agradá-lo e a outro não (não é questão de temperamento, mas de comportamento). Precisamos aprender as prioridades corretas para crescer espiritualmente. Falta de tempo com Deus é o maior obstáculo ao crescimento do crente.

Tão cegos no comportamento errado que até convencer Deus de que estamos certos. Marta foi pedir a Jesus que fizesse Maria se levantar; tentou convencer Jesus da importância de sua “correria”.

De modo semelhante, muitas vezes estamos errados e tentamos nos convencer (e aos outros) do contrário.

Palavras de Jesus são muito fortes: “...poucas coisas são necessárias, ou mesmo uma só...” O que Ele estava dizendo a Marta? Que de toda a nossa correria, poucas coisas são realmente uma necessidade.

Muito do que julgamos ser necessário, na verdade não é - criamos necessidades: quem não tem TV “precisa” de uma; quem tem TV de 14 polegadas, “precisa” uma de 20; quem tem de 20 polegadas, “precisa” de 29, e a coisa nunca para! Quem não possui um telefone celular “precisa”, mas depois que já o tem, “precisa” trocá-lo por um outro modelo!

O Senhor Jesus declarou: “poucas coisas são necessárias, ou mesmo uma só”.

Jesus estava dizendo: - “Pode enxugar sua agenda que a maioria de seus compromissos não são assim tão importantes. E se tiver que escolher uma única coisa para fazer, fique em minha presença”.

Há coisas que não precisam acontecer naquele momento. Por exemplo: assistir ao noticiário. Precisamos mesmo? Filme...

Você pode se questionar sobre muita coisa que faz... se tivesse que tirar tudo e deixar o mais importante, a única coisa que verdadeiramente deveria restar é esta: estar aos pés do Senhor.

Um servo de Deus, tinha como princípio de vida: Não ler o jornal do dia sem antes ler a Bíblia.

Naquele livro “Como Estudar a Bíblia Sozinho”, o autor propõe: “Sem Bíblia não haverá o café”.

O grande missionário Hudson Taylor, costumava dizer: “Escolha para comungar com seu Deus a melhor hora do seu dia”. Algumas pessoas acordam cedo... outros tarde... algumas são como galos, outras são corujas... VOCÊ PRECISA DE TEMPO AOS PÉS DO SENHOR

DEUS ESPERA QUE VOCÊ BUSQUE POR SUA PALAVRA TODOS OS DIAS, PORQUE (afinal, saiba também disto):

ESTA É A ÚNICA FORMA DE VOCÊ GANHAR A EXCELÊNCIA

A falta de tempo com Deus nos impede de servi-lo melhor (obcecados por fazer, fazer e fazer, mas quando investimos tempo a sós com o Senhor, aumentamos o proveito do serviço depois).

Veja este princípio bíblico: "Se o machado está cego e sua lâmina não foi afiada, é preciso golpear com mais força; agir com sabedoria assegura o sucesso”.

Salomão: não apenas um princípio natural, mas fundamento espiritual: afiar o corte do machado no rachar lenhas torna o trabalho mais eficaz, também o contato diário com a Palavra de Deus tornará nosso andar mais frutífero.

Machado cego, sem corte, mais força e energia em seu trabalho, mais do seu tempo (mas afiando terá economizado tempo e energia).

O povo de Deus precisa aprender urgentemente esta lição! o tempo gasto com a Palavra é o machado sendo afiado. Se economizarmos nesta prática...

Mas você terá excelência se buscar a Deus!

Conclusão
O maná se não fosse colhido logo cedo, se derretia com o Sol. Em outras palavras, ou a pessoa começava seu dia com aquela atividade prioritária, ou acabava ficando sem ele.

Com nosso devocional não deve ser diferente. Jesus nos deixou o exemplo: Deus espera que você busque por Sua Palavra todos os dias:

Por que Ele é seu manancial... você precisa... é a única forma de você prosperar.

Pr Walter Pacheco da Silveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário